Crescimento da produção de leite e preços em queda

out 8, 2020

5 dicas sobre gestão financeira de fazendas

Um delicado re-equilíbrio de oferta e demanda está no horizonte, de acordo com o novo RaboResearch Dairy Quarterly para o terceiro trimestre de 2020, publicado em 24 de setembro.

O crescimento da produção de leite nos principais motores de exportação teve início no segundo trimestre de 2020 e deve continuar se expandindo até 2021, situação que não tem sido igualada desde 2018. Apesar das interrupções que a Covid-19 trouxe para os mercados globais de lácteos, os preços do leite permaneceram resistentes. O Rabobank prevê um aumento anual de 1,3% na produção nas 7 principais regiões leiteiras no quarto trimestre de 2020, e 1,09% no primeiro semestre de 2021 e 0,8% no segundo semestre de 2021 .

Os preços das commodities se recuperaram no segundo trimestre, em grande parte graças ao apoio do governo em forma de compras, gestão de estoque e estímulo fiscal para os consumidores. As perspectivas para o apoio governamental são menos certas no quarto trimestre e em 2021, aumentando o risco de pressão de baixa sobre os preços.

Melhorias sequenciais são vistas no foodservice à medida que mais regiões saem do bloqueio, enquanto as vendas no varejo de lácteos mostram os primeiros sinais de desaceleração. Levará algum tempo para que a demanda por foodservice retorne aos níveis pré-Covid-19, mesmo em países que estiveram bem à frente da curva.

Com a expectativa de que a produção de leite cresça nos próximos 12 meses e o consumo levará algum tempo para se recuperar, o Rabobank espera que os fundamentos do mercado global permaneçam fracos no segundo trimestre de 2021, ponto em que o nível de excedente exportável diminuirá no segundo semestre de 2021, à medida que o consumo interno melhora.

O comportamento das importações chinesas nos próximos seis a nove meses, após a continuidade do crescimento da oferta local e uma possível mudança na estratégia de armazenamento, apresenta incertezas para as perspectivas dos produtores de leite. As importações de lácteos chineses ainda devem cair em 2020 e 2021 (excluindo soro de leite). Políticas monetárias frouxas e uma taxa de câmbio do dólar americano fraca apresentarão riscos de alta para os preços dos laticínios.

Fonte: Milkpoint

Cadastre na nossa newsletter e receba nossas novidades!

Integração
Captcha obrigatório

Últimas Notícias

Os assuntos mais relevantes do momento sobre gestão, inovação, tecnologia e agronegócio.

Indicadores – Mercado Lácteo Maio/2022

Indicadores – Mercado Lácteo Maio/2022

O preço do leite ao produtor registrou novo aumento no pagamento de abril, em função de menor oferta de leite e incremento dos custos de produção. O preço médio nacional pago ao produtor foi de R$ 2,43 por litro.Houve significativa melhora na relação de troca...

Por que manter o ERP atualizado é tão importante?

Por que manter o ERP atualizado é tão importante?

Pensando em cortar gastos e economizar recursos, muitos gestores negligenciam a atualização de seus softwares de gestão.  No entanto, os riscos de uma solução defasada são muitos e podem afetar diretamente a produção, lucratividade do negócio e até a tomada de...

Mercado de Leite e Derivados – Maio/2022

Mercado de Leite e Derivados – Maio/2022

O último leilão da Plataforma Global Dairy Trade (GDT) em 03 de maio registrou forte recuo nos preços internacionais dos derivados lácteos. O leite em pó integral caiu 6,5% para US$3.916/tonelada, ficando inclusive abaixo do leite em pó desnatado, que fechou em...