Gestão da qualidade no agronegócio: quais ferramentas usar?

abr 23, 2020

5 dicas sobre gestão financeira de fazendas

Os profissionais do agronegócio precisam lidar com muitas tarefas diariamente. Afinal, além das operações no campo, é preciso também dominar as questões administrativas. Diante do cenário competitivo desse setor, conseguir manter um padrão de excelência não é tarefa fácil. Por isso, é fundamental que os empreendedores do ramo sejam cautelosos ao definir uma estratégia e colocá-la em prática.

Com o avanço tecnológico e com as novas técnicas de gestão rural, a boa notícia é que existem ferramentas capazes de oferecer benefícios significativos que auxiliam o agricultor a ter melhores resultados na produção.

Quer saber como utilizar as ferramentas de gestão da qualidade no agronegócio? Acompanhe nosso artigo e saiba mais!

Ferramentas da gestão da qualidade no agronegócio

De modo geral, as ferramentas de gestão da qualidade são uma maneira eficaz de aumentar a produtividade do negócio, automatizar os processos e otimizar o tempo do trabalho. No agronegócio, elas facilitam a gestão das atividades e auxiliam os agricultores a ter resultados melhores. Conheça, a seguir, as ferramentas mais usuais na gestão!

PDCA

O ciclo PDCA é uma ferramenta de processos com base em práticas cíclicas que otimizam as operações do profissional. Ela auxilia na elaboração, execução, acompanhamento e melhoria de um projeto.

Seja qual for o objetivo, a ideia é estabelecer uma série de operações periódicas para melhoria, como sugerido pelo próprio nome. Isto é, o processo se repete e não há término pré-determinado. O seu nome origina do inglês e cada letra quer dizer:

  • P (Plan – planejar): definir as metas e os métodos necessários;
  • D (Do – fazer): educar, treinar e executar a tarefa;
  • C (Check – checar): verificar os resultados;
  • A (Action – agir): corrigir as falhas encontradas.

Sua execução é simples e possibilita um diagnóstico empresarial, objetivando a identificação de processos que podem alcançar maior nível de qualidade. Na gestão do agronegócio, o ciclo PDCA é uma das ferramentas mais versáteis, que pode ser facilmente adaptada.

Diagrama de Ishikawa

Também conhecida como Diagrama de Espinha de Peixe, essa ferramenta consiste em identificar e estruturar hierarquicamente as causas de determinado problema em questão (causa) e criar ações para solucioná-las (efeito).

As causas são divididas em: método, matéria-prima, mão de obra, máquina, medida e meio ambiente, sendo que cada uma delas pode formar outros aspectos. O diagrama é um método de gestão da qualidade eficiente, pois proporciona uma visão simples e objetiva de um problema, tornando muito mais fácil encontrar a solução.

Análise SWOT

Trata-se de uma ferramenta de análise de cenário e planejamento estratégico, que ajuda na identificação dos pontos fortes e fracos da empresa para fortalecer sua posição no mercado, avaliando as oportunidades e as ameaças para o seu crescimento.

Ao destacar o potencial da empresa, é possível determinar um diferencial competitivo e reparar falhas perante os concorrentes. Para isso, o gestor deve responder os quatro questionamentos, conhecido em português como FOFA.

  • Forças: os pontos fortes (suas vantagens em relação aos concorrentes);
  • Fraquezas: os pontos fracos (tudo o que prejudica o seu crescimento);
  • Oportunidades: as possibilidades (conforme seus indicadores e metas);
  • Ameaças: os riscos para a empresa (como a concorrência pode atuar para prejudicar o desempenho do negócio).

5W2H

Refere-se a uma lista de atividades associadas a uma meta que auxilia no planejamento de ações para sua aplicação e realização. É classificada como um dos recursos mais simples de entender e aplicar, consiste em um seguimento de ações organizadas.

Sua principal finalidade é montar ações para aumentar a produtividade no campo e facilitar a gestão. As letras W e H originam as perguntas e ações que direcionam sua execução, são elas:

  • What (O que): qual meta fazer;
  • Why (Por que): quais as causas para a apresentação do objetivo;
  •   (Onde): em que lugar ou área da organização será realizado;
  • When (Quando): qual o prazo para sua realização;
  • Who (Quem): quem fará a tarefa para a realização das fases;
  • How (Como): como serão desenvolvidas as atividades;
  • How much (Quanto): qual a despesa de realização da meta.

Como escolher um software agrícola que auxilie na gestão da qualidade?

Embora todas as ferramentas de gestão abordadas sejam cruciais para um negócio, nenhuma delas substitui a utilização de um software de gestão. Ele proporciona à sua empresa a automatização de todas as ferramentas administrativas, sendo possível aplicar outras técnicas de gestão de qualidade e obter resultados mais precisos.

Investindo em inovação e tecnologia, você contribui para o crescimento do seu negócio e oferece um serviço diferenciado, ágil e totalmente seguro para os seus clientes, além de manter a qualidade dos serviços.

Por fim, cabe ressaltar que as ferramentas de gestão de qualidade no agronegócio permitem que a organização analise a eficácia e os aspectos negativos de um produto ou processo em questão. Apesar de serem tradicionais, podem representar uma grande inovação para o agronegócio.

Gostou do nosso conteúdo? Aproveite para conhecer mais sobre as funcionalidades de um software agrícola, leia agora mesmo o nosso post!

Cadastre na nossa newsletter e receba nossas novidades!

Integração
Captcha obrigatório

Últimas Notícias

Os assuntos mais relevantes do momento sobre gestão, inovação, tecnologia e agronegócio.