Gestão rural: Dicas de como administrar uma propriedade

jun 9, 2020

5 dicas sobre gestão financeira de fazendas

Todo gestor rural experiente sabe estimar, apenas com uma análise visual, qual será a produtividade de uma safra, assim como identificar fatores que possam atrapalhar o desenvolvimento das plantas ou dos animais.

A intuição e a vivência são grandes aliadas na gestão rural, mas o tamanho da propriedade e a memória podem tornar a tomada de decisão quase um tiro no escuro.

Para lidar com esse desafio, separamos algumas dicas que darão a um administrador o controle total e a máxima eficiência na propriedade rural. Confira:

1. Recolha dados

Você pode conhecer sua propriedade como a palma da sua mão, mas sabe o que acontece nela o tempo todo? Especialmente quando tem grandes áreas de plantio ou terrenos distantes entre si, é impossível que o gestor acompanhe todos os acontecimentos de perto.

Felizmente, os colaboradores atuam como extensão dos olhos do administrador: tudo que for feito, de aplicação de insumos até a pesagem e venda, deve ser registrado e, preferencialmente, de forma digital.

2. Abrace as novas tecnologias

A pesquisa tecnológica voltada para o campo tem novidades incríveis! Por exemplo:

  • sensores colocados no solo em diferentes pontos da fazenda podem enviar informações sobre umidade e temperatura em tempo real, ajudando a planejar a irrigação e proteger a plantação;
  • drones são usados para ter uma visão aérea detalhada ou ampla e ajudam a identificar pragas, áreas que podem desencadear problema e, também, a ter uma noção do todo;
  • máquinas guiadas por GPS são precisas e permitem traçar rotas eficientes, diminuindo a compactação do solo causada pela passagem recorrente das rodas.
  • sistema integrado de gestão une as áreas operacional e financeira da sua fazenda para te dar um controle eficiente da gestão rural.

3. Analise para atuar

Ter dados é importantíssimo, mas eles não fazem nada sozinhos. Quer se tornar um gestor realmente eficiente? Invista nas ferramentas certas! Um Sistema de Gestão Empresarial (ERP, em inglês) é uma forma de centralizar as informações, que serão analisadas na própria plataforma e disponibilizados de modo simples de entender e gerir.

Os custos são ínfimos perto do trabalho burocrático que poupa ao administrador e aos funcionários, e certamente dará uma nova perspectiva do negócio, com agilidade e precisão.

4. Estabeleça planos e metas

Com uma análise de dados confiável, a gestão rural se torna mais eficiente a cada safra. Isso permite um planejamento mais acurado.

A sazonalidade natural continua sendo um fator de impacto nas decisões de plantio e colheita, mas a sazonalidade de mercado se tornará mais compreensível e poderá trabalhar a seu favor, aumentando os lucros com a escolha das espécies e o momento correto de fazer a venda.

Não deixe de criar metas, tanto para a sua fazenda quanto para os funcionários, e deixar todas bem claras — quando sabemos os objetivos, tendemos a fazer o processo com mais atenção e empenho.

5. Invista na sua equipe

Identifique qualidades na sua equipe e distribua funções de acordo com elas, proporcionando treinamentos para tarefas específicas, como condução de máquinas e dispersão de veneno.

Não deixe de oferecer todos os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) necessários, eles atuam na segurança dos profissionais e te resguardam legalmente.

Cadastre na nossa newsletter e receba nossas novidades!

Integração
Captcha obrigatório

Últimas Notícias

Os assuntos mais relevantes do momento sobre gestão, inovação, tecnologia e agronegócio.