Médios produtores terão acesso facilitado com convênio firmado entre ABCZ e Asbraer

fev 24, 2017

5 dicas sobre gestão financeira de fazendas

Os pecuaristas de médio porte serão beneficiados com o novo convênio a ser firmado entre a Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) e a Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural (Asbraer). A ideia é que os técnicos que prestam assistência no campo alinhem os projetos à linha de crédito rural voltada para os médios para a aquisição de touros melhoradores. Com isso, haverá maior estímulo para que os pecuaristas participem mais do Programa de Melhoria da Qualidade Genética do Rebanho Bovino do Estado de Minas Gerais (Pró-Genética).

A assinatura do convênio entre as entidades deve acontecer em abril, durante a Exposição Internacional das Raças Zebuínas (ExpoZebu). De acordo com o diretor da ABCZ e diretor do Pró- Genética, Rivaldo Machado Borges Júnior, o projeto, desenvolvido em conjunto com a Asbraer, tem o objetivo de ampliar a participação dos pecuaristas de médio porte no projeto de melhoria genética.

No Estado, a ideia é que os técnicos da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater-MG) aliem os projetos técnicos ao Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp).

Ao fazer os projetos, os extensionistas avaliam a produção e, conforme o objetivo dos pecuaristas, definem as principais características que os touros melhoradores precisam ter para potencializar a atividade, seja de corte ou de leite. O auxílio é considerado fundamental para a escolha do melhor animal.

“Os médios produtores já participam das feiras do Pró-Genética, mas queremos estimular o uso do Pronamp para a compra de animais, como já é feito pelos pecuaristas de pequeno porte através do Pronaf. A linha de crédito tem juros mais baixos que os praticados no mercado. Por isso, atenderá melhor os produtores. Nós achamos que o programa terá maior abrangência, já que mais pessoas terão oportunidade de participar com a linha de crédito disponível para a compra de animais”.

A expectativa é que o projeto atinja pelo menos 500 mil produtores em todo País. Os resultados esperados com os investimentos na melhoria genética do rebanho são o ganho em produtividade nas fazendas, melhor aproveitamento dos recursos, redução de custos e produtos finais de melhor qualidade.

Criado em 2006, o programa Pró-Genética vem contribuindo para a evolução da pecuária de leite e de corte em Minas Gerais. O projeto disponibiliza, a preços acessíveis, touros melhoradores, permitindo que os rebanhos tenham melhor qualidade genética.

Em Minas Gerais, o Pró-Genética comercializou 1.340 touros em 2016, volume 80% maior que o registrado em 2015. O programa foi criado pela Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ) e pela Secretária de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). O projeto é desenvolvido em parceria com a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater-MG), com a Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), o Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), sindicatos rurais e a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg).

Cadastre na nossa newsletter e receba nossas novidades!

Integração
Captcha obrigatório

Últimas Notícias

Os assuntos mais relevantes do momento sobre gestão, inovação, tecnologia e agronegócio.