Magistech

Procurando por um ERP para agronegócio? Veja como podemos te ajudar!



93% das fazendas que adotam processos de gestão colhem resultados positivos na primeira safra
Estima-se que 50% das propriedades rurais que investem em gestão dobram a sua capacidade de caixa em quatro anos e 93% obtêm índices positivos logo na primeira safra. Gestão foi o tema do segundo episódio do “Caminhos do Agro SP”, um projeto da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo em parceria com a TV Cultura, a InvestSP e a iniciativa privada. 
 
A live foi conduzida pelo Secretário de Agricultura e Abastecimento de São Paulo, Gustavo Junqueira, e contou com a participação do Ex-ministro e Secretário da Fazenda e Planejamento, Henrique Meirelles; do Coordenador do Instituto Inttegra, Antonio Chaker El-Memari Neto; do coordenador da área de Desenvolvimento Rural Sustentável da Secretaria, José Luiz Fontes; e do Diretor de Negócios - Especialidades da UPL, Marcelo Gardel. 
 
Durante o episódio, o produtor e empresário rural Marcio Hasegawa, maior produtor de hortaliças do Brasil, apresentou os resultados e os ganhos em seu negócio após ter investido em gestão.
 
O Secretário de Agricultura Gustavo Junqueira, que considera que a próxima revolução do agronegócio brasileiro depende, justamente, de uma boa gestão, ressaltou: “Quando o produtor começa a fazer gestão, aumenta não somente a própria renda, mas fomenta toda a economia na qual está inserido e o desenvolvimento local. Por isso, o poder público e a iniciativa privada devem trabalhar integrados e aproveitar a capilaridade que possuem para ter acesso a quem está na ponta da cadeia e desenvolver ações e projetos específicos que levem treinamento aos produtores rurais. Precisamos fortalecer todos os elos de produção para que eles fiquem robustos e garantam assim a segurança e a saudabilidade dos alimentos para o consumidor final. Isso só será possível com gestão”.
 

 
Para o Secretário da Fazenda e Planejamento, Henrique Meirelles, o agronegócio brasileiro tem sido reconhecido nos últimos anos por seus grandes saltos de produtividade, obtidos com o uso de tecnologia. Para que o setor continue a evoluir e a conquistar novos mercados, a gestão e a capacitação são essenciais. “Agora enfrentamos o desafio de dar um salto na gerência e obter respostas de como vamos afinar os processos para elevar a produtividade. Um deles é colocar a tecnologia à disposição de quem está cultivando e outro é a qualificação gerencial do próprio agricultor”, apontou.
 
Em sua participação, o Coordenador do Instituto Inttegra, Antonio Chaker El-Memari Neto, destacou que a conectividade é um dos fatores determinantes para manter o homem no campo e fundamental para evoluir em gestão. “Um terço das propriedades ganham menos do que poderiam; outro terço está buscando melhorias e apenas um terço está realmente pronta para absorver qualquer tipo de tecnologia. Essa transformação está inspirando o produtor a querer mais. As fazendas que utilizam ferramentas gerenciais melhoram na primeira safra pelo fato de ter uma visão clara estabelecida, metas, planos de ação e trazer tecnologias buscando margem de qualidade”, disse. 
 
Para o desenvolvimento do setor, o Diretor de Negócios - Especialidades da UPL, Marcelo Gardel, indicou que um modelo que vem dando certo é a parceria público-privada, que auxilia os produtores em seus processos internos para que possam melhorar a gestão de suas atividades. “Assim, cada vez mais é possível obter a sustentabilidade financeira, acesso a novos mercados, preferência nas relações comerciais, e que o produtor, ao organizar a gestão, consiga redução de custos e longevidade no negócio, passando inclusive por processos de sucessão familiar”, enfatizou.
 
Fonte: SENAR

Data de Publicação: 10/09/2020
Autor: Magistech
Leia outras notícias

Atuamos há mais de 15 anos no segmento lácteo, com destaque para nossos serviços de ERP para Laticínios e sistema de coleta de leite.

Magistech - Solicite um Orçamento