Saiba qual a diferença entre ERP e BPM

ago 9, 2018

5 dicas sobre gestão financeira de fazendas

A evolução está presente em todos os aspectos da vida do homem, principalmente a tecnologia. É isso mesmo! Com os avanços tecnológicos, as pessoas conseguem trocar informações e experiências, comprar produtos e fechar negócios sem sair do local lugar.

Como tudo se inova, os sistemas ERP e BPM passaram por grandes avanços tecnológicos. Com eles, as empresas também se modernizaram, com o objetivo de melhorar a gestão empresarial e reduzir falhas humanas, mas quais são as diferenças entre os dois?

Ter conhecimento sobre as duas soluções é muito importante para o gestor, pois só assim ele poderá ter certeza de qual software irá contribuir melhor nas decisões mais concretas para o seu negócio. No post de hoje, vamos mostrar a diferença entre as duas soluções.

ERP

O ERP (Enterprise Resource Planning) é uma eficiente ferramenta, capaz de atender as necessidades de qualquer empresa. O sistema é constituído por módulos que controlam desde a contabilidade, estoque, fluxo de caixa, compras e vendas, setor de finanças, RH e demais repartições.

O sistema de gestão ERP melhora todos os processos, controla e concentra as informações mais precisas para a empresa e, sendo assim, contribui para as tomadas de decisões.

Ao automatizar todos os processos da organização, o sistema permite maior visão dos resultados como a qualidade do desempenho produtivo, prazos de entrega em dia e sem atrasos, redução de gastos desnecessários para a empresa, diminuição da perda de tempo e aumento na lucratividade.

BPM

Ao contrário do ERP, o BPM (Business Process Management) é uma abordagem gerencial adaptável, criada especialmente com o objetivo de ordenar e tornar mais práticos todos os processos da empresa.

O BPM conta com funcionalidades que ajudam a melhorar e agilizar as buscas de informações, enquanto o ERP trabalha na integração dos dados de diferentes setores da empresa, armazenando todos em uma única plataforma, mas conta com subsistemas que podem permitir a adaptação do BPM.

Para melhor explicar, imagine que a empresa precisa dar entrada em uma nota fiscal de algum produto no ERP para sustentar o setor de estoque de mercadorias. Cabe ao colaborador ou gestor iniciar pelo BPM, que em seguida irá validar, e dessa forma, automaticamente alimentar o ERP.

Ao fazer a adaptação do BPM ao ERP, a instituição perceberá os benefícios que o BPM possibilita, como:

  • Realização de simulações;
  • Estabelecimento de construções de regras;
  • Incorporação de todas as atividades;
  • Registro de processos.

Cabe lembrar que antes de qualquer iniciativa, é preciso verificar a qualidade de algumas ferramentas de BPM para depois integrar junto ao ERP. Assim, será possível ter uma visão maior na investigação das informações organizacionais.

O ERP e o BPM possuem funções distintas e que podem ser escolhidas de acordo com diferentes necessidades de cada empresa. Se a sua necessita de uma gestão de qualidade e mais eficiente, então o ideal é optar por um sistema de gestão ERP que supra tudo o que a organização necessita.

Sistema para Laticínios

A Magistech é uma empresa que trabalha com várias soluções tecnológicas para empresas e indústrias, como o sistema para laticínios e os demais sistemas de gestão ERP. A instituição tem como prioridade manter sempre o bom relacionamento com todos os seus clientes.

Cadastre na nossa newsletter e receba nossas novidades!

Integração
Captcha obrigatório

Últimas Notícias

Os assuntos mais relevantes do momento sobre gestão, inovação, tecnologia e agronegócio.