Sistema ERP para agroindústrias: saiba como escolher

abr 6, 2022

5 dicas sobre gestão financeira de fazendas

Neste ano de 2022, estima-se um crescimento otimista dos principais segmentos do setor agro. Segundo a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária), a agroindústria contribui com 5,9% no PIB brasileiro.

Essa participação vem, principalmente, do beneficiamento e da transformação de matéria-prima presente na agropecuária, integrando a produção rural ao restante do mercado econômico.

Por isso, contar com a tecnologia certa para controlar todos os processos da sua agroindústria e ter sucesso em cada processo é muito importante.

Vale a pena investir em um sistema ERP para agroindústria?

A resposta é simples e direta. SIM, vale muito a pena!

Na gestão de agroindústrias, dos mais diversos segmentos, algumas funções do sistema podem ser utilizadas para melhorar a produtividade, reduzir custos e implementar melhorias.

Isso mostra a importância de buscar uma gestão mais especializada para o seu negócio, utilizando de ferramentas que garanta confiabilidade das informações, insights que facilitem a tomada de decisão e que não é suprida utilizando apenas planilhas ou outras anotações.

De acordo com a pesquisa da International Data Corporation (IDC), o investimento em transformação digital ainda está crescendo com uma taxa anual de 15,5%. Em 2022, 70% de todas as empresas terão acelerado o uso de tecnologias digitais.

Com a ajuda dessa tecnologia, é possível ter uma maior integração de processos, facilitando a identificação de gargalos e oportunidades.

O que não pode faltar em um sistema para agroindústrias

Na agroindústria, a complexidade em cada pequeno problema pode afetar toda a produção e, por isso, na escolha de um sistema ERP para o agronegócio é preciso considerar alguns desafios do setor que devem ser atendidos, como:

  • Planejamento e análise de custo da produção;
  • Controle de entrada e estoque de matéria-prima;
  • Controle de qualidade de produtos;
  • Gestão logística;
  • Gestão comercial, do faturamento e expedição.

Contar com um sistema adequado é sinônimo de solução em diversos aspectos e processos, como:

Planejamento e controle de produção (PCP)

O planejamento e controle de produção (PCP) consiste em um conjunto de atividades para planejar todo o período produtivo de uma agroindústria, determinando o que produzir, quando, quanto, onde, como e para quem.

Seu objetivo é alinhar a demanda da empresa e a linha de suprimento necessária para garantir que a produção aconteça de forma eficaz, mantendo a operação o de forma eficiente e os clientes bem atendidos.

Assim, oferece inúmeros benefícios para a agroindústria, como a economia de recursos e insumos, a redução de problemas com fornecedores, a agilidade nos processos e uma demanda eficaz.

Para que isso aconteça, é preciso contar com um sistema de gestão específico, que realize diversos processos necessários para o PCP, como:

  • Monitoramento de dados
  • Rastreabilidade de produtos
  • Controle de qualidade
  • Gerenciamento de estoque
  • Controle de custo

Controle de qualidade

Fazer o controle de qualidade industrial é fundamental para garantir a excelência dos produtos que vão para o mercado. Quando algo vai mal, mas há processos bem desenhados, os erros são facilmente identificados e corrigidos.

A qualidade dentro de uma agroindústria pode abranger desde o processo produtivo até a gestão administrativa, passando pelo produto.

Além de identificar falhas, realizar esse controle de qualidade traz outros inúmeros benefícios para sua agroindústria, como:

  • Aumento de lucratividade;
  • Melhora da satisfação do cliente;
  • Agilidade na produção;
  • Padronização dos produtos e processos.

Porém, controlar rigorosamente todos esses recursos que compõem uma agroindústria é impossível quando elas ficam espalhadas e perdidas em setores diferentes.

Com um sistema de gestão é possível reunir tudo que a gestão precisa em uma só plataforma, revelando dados sobre movimentações da produção, estoque, qualidade e muito mais.

Sistema ERP para agroindústrias: conheça o MagisTI

MagiTI é um ERP voltado exclusivamente para o setor de agroindústria, com um sistema completo e especializado.

Assim, o controle dos processos do negócio é feito com mais precisão, o que impacta nos resultados em todas as áreas da sua agroindústria – administrativa, vendas, financeiro, de produção, fiscal-contábil e muito mais!

Conte com a Magistech para realizar a gestão da agroindústria de maneira integrada, desde o planejamento de produção até a comercialização dos produtos. Conheça nosso software para agroindústria!

Cadastre na nossa newsletter e receba nossas novidades!

Integração
Captcha obrigatório

Últimas Notícias

Os assuntos mais relevantes do momento sobre gestão, inovação, tecnologia e agronegócio.

Indicadores – Mercado Lácteo Maio/2022

Indicadores – Mercado Lácteo Maio/2022

O preço do leite ao produtor registrou novo aumento no pagamento de abril, em função de menor oferta de leite e incremento dos custos de produção. O preço médio nacional pago ao produtor foi de R$ 2,43 por litro.Houve significativa melhora na relação de troca...

Por que manter o ERP atualizado é tão importante?

Por que manter o ERP atualizado é tão importante?

Pensando em cortar gastos e economizar recursos, muitos gestores negligenciam a atualização de seus softwares de gestão.  No entanto, os riscos de uma solução defasada são muitos e podem afetar diretamente a produção, lucratividade do negócio e até a tomada de...

Mercado de Leite e Derivados – Maio/2022

Mercado de Leite e Derivados – Maio/2022

O último leilão da Plataforma Global Dairy Trade (GDT) em 03 de maio registrou forte recuo nos preços internacionais dos derivados lácteos. O leite em pó integral caiu 6,5% para US$3.916/tonelada, ficando inclusive abaixo do leite em pó desnatado, que fechou em...